Dialeto PoloDoc
55 11 4591 3604
55 11 96170 9573 (Badilho - Whatsapp)
Rua Prefeito José Carlos 452, Itupeva, São Paulo CEP 13295-000  
CNPJ: 24.009.909/0001-79
Estimativa de entrega 2 a 5 dias.

© 2017 by Dialeto

Cartão crédito

Débito Online

Outras formas

A LUZ DE UM TEMPO MEMORÁVEL

Vito D'Alessio

A história da Avenida Paulista, vive em constante mutação. Com projeto inspirado nas grandes avenidas européias, pela iniciativa do empresário uruguaio Joaquim Eugênio de Lima, nasce em 8 de dezembro de 1891,

a Avenida Paulista, a primeira via pública asfaltada e arborizada da cidade, no início do século passado.Em 1916, era um boulevard admirado  pelos seus visitantes.Eventos populares como paradas, corridas de automóvel e o corso de carnaval eram realizados ao longo da avenida. Até cerca de 1940, era formada por mansões de negociantes,imigrantes e fazendeiros de café. A maioria dos casarões não existe mais. Apenas duas casas, a Casa das Rosas (de 1935, transformada em um museu) e a do número 1.919 , estão tombadas pelo seu valor histórico.Entre algumas das construções mais antigas que ainda permanecem, vale citar a Escola Rodrigues Alves (de 1919), e o Instituto Pasteur, (de 1903).

No final da década de 60 é aberta ao público a nova sede do Museu de Arte de São Paulo - MASP, até hoje, a principal referência da avenida.Durante os anos 70, foram realizadas obras de alargamento na avenida para que pudesse suportar a intensa circulação de veículos.No inicio dos anos 80, um terreno foi comprado pelo Citibank por um preço considerado como o mais alto já pago por uma área na avenida. Neste local o banco construiu sua sede com formas e cores inovadoras.
 

Hoje, ao longo da avenida, servida pelo Metrô, cerca de 450 mil pessoas circulam diariamente a trabalho, negócios, estudos ou lazer. Sedes de entidades importantes como a FIESP;câmaras de comércio exterior, consulados;escritórios de grandes empresas nacionais e de empresas multinacionais e, principalmente agências de bancos nacionais e estrangeiros que fazem da Avenida Paulista o maior centro empresarial financeiro da América Latina comparado ao da Quinta Avenida de Nova York. 

 

Poucos são os locais em São Paulo que marcam presença (e preferência) na memória de seus habitantes como a Avenida Paulista que após uma votação popular realizada em 1991, foi considerada o símbolo da cidade.

O Livro

“Avenida Paulista a Síntese da Metrópole” é mais um produto cultural da Dialeto Latin American Documentary, empresa especializada em documentários sobre a América Latina. Com direção geral de Vito D´Alessio, apresentação de Ignácio de Loyola Brandão, textos do arquiteto Antonio Soukef Junior, fotografias de Eduardo Albarello e de acervos históricos e familiares, o livro apresenta um panorama poético e minucioso

da história da avenida, que já foi chamada de “Esplêndida” pelo francês Graffé e de “Boca de mil dentes” pelo poeta Mário de Andrade.

 

O livro é uma justa homenagem a um dos marcos históricos do país. Em conjunto com uma exposição, será lançado no mês do aniversário dos 111 anos da avenida no Museu de Arte de São Paulo - MASP.

Características Técnicas Edição Bilingue: Português / Inglês,  Tamanho: 26 x 27 cm, Impressão: Off set, 4x4 cores, Papel Couchet 180 g., Capa dura.

O Documentário

Produção e edição limitada de "Caiapó”, livro de arte com encadernação luxuosa e conceito editorial  arrojado.

 

O livro tem por finalidade permitir que o leitor, tenha uma visão global do cotidiano e da cultura desta etnia, sua importância e integração com o meio ambiente, cultural e político.

Farta documentação fotográfica, além da utilização de diversos acervos históricos, públicos e particulares. Com textos de Paulo Pinagé e fotos de Vito D’Alessio, documentarista e pesquisador premiado.

 

Características Técnicas Edição Bilingue: Português / Inglês,  Tamanho: 26 x 27 cm, Impressão: Off set, 4x4 cores, Papel Couchet 180 g., Capa dura.

A Exposição

A exposição aconteceu no MIS – Museu da Imagem e do Som e registrou em linguagem multimídia a riqueza da simbologia cultural deste povo.

 

Um evento marcante que levou mais de 1000 pessoas apenas ao seu lançamento. A mostra foi criada, pelo cenógrafo Luis Scarabel jr. a partir de um conceito caleidoscópico, misturando todas as linguagens.

composta de um vídeo instalação sonorizada, 80 imagens fotográficas e uma exposição de objetos cotidianos dos Caiapós, entre eles: instrumentos musicais, adornos e arte plumária.

Ficha Técnica

1/2

Direção Geral / General Direction
VITO D’ALESSIO


Pesquisa e Texto / Research and Text
VITO D'ALESSIO


Direção de Fotografia / Photo Direction
RENATO DUTRA


Edição e Arte / Editing and Book Design
LEOPOLDO JOSÉ SILVA


Assistente de Produção / Production Assistant
ANGELA NADALUCCI


Tradução / Translation
RICHARD PEDICINI


Revisão / Review
XXXXXXXXXXXX


Assessoria Jurídica / Accounting Advice
XXXXXXXXXXX


Pré-Impressão e Impressão / Printing and Pre-press
PANCROM

Direção Geral / General Direction
VITO D’ALESSIO


Pesquisa e Texto / Research and Text
VITO D'ALESSIO


Direção de Fotografia / Photo Direction
RENATO DUTRA


Edição e Arte / Editing and Book Design
LEOPOLDO JOSÉ SILVA


Assistente de Produção / Production Assistant
ANGELA NADALUCCI


Tradução / Translation
RICHARD PEDICINI


Revisão / Review
XXXXXXXXXXXX


Assessoria Jurídica / Accounting Advice
XXXXXXXXXXX


Pré-Impressão e Impressão / Printing and Pre-press
PANCROM