Dialeto PoloDoc
55 11 4591 3604
55 11 96170 9573 (Badilho - Whatsapp)
Rua Prefeito José Carlos 452, Itupeva, São Paulo CEP 13295-000  
CNPJ: 24.009.909/0001-79
Estimativa de entrega 2 a 5 dias.

© 2017 by Dialeto

Cartão crédito

Débito Online

Outras formas

UMA SAGA FERROVIÁRIA

Marcos Mendonça

A velha e querida Sorocabana é símbolo de momentos, enfim, marcantes na vida de muitos paulistas, paulistanos brasileiros que um dia, passaram pela capital. Metrópole em crescimento, sonho de um povo. Encravado no centro velho, registro de muitas mudanças, o monumental edifício construído entre 1926 e 1938 para ser a sede e o ponto de partida da Estrada de Ferro Sorocabana - companhia criada em 1871 pelos barões do café, para o escoamento deste produto até o porto de Santos - era referência para quem, de longe, do alto da Avenida Paulista, podia avistar sua torre. E o relógio histórico, com cérebro, novidade na época, que se tornou vedete nacional.

 

Obra primorosa do arquiteto Christiano Stockler das Neves, no estilo Luiz XVI modernizado, vinha impor reação aos exageros do barroco, registrado nas adjacências. Assim como viria se firmar, no futuro, como espaço eclético, toda sua estrutura era feita de materiais vindos de outras cidades e importados da Europa.

 

O grande desafio do início do século passado se repete agora, no século vinte e um, com a transformação deste importante símbolo do desenvolvimento, do crescimento e, acima de tudo, de tão valioso serviço para locomoção de uma cidade que não para, num espaço destinado ao lazer e à cultura.

 

A Sala São Paulo, o Concourse, com o Espaço Multicultural - estações das artes, onde música, teatro, exposições, se integram num leque de opções tão importantes para ampliar horizonte artísticos da vida moderna, como a velha Sorocabana, do passado, que uniu hábitos e difundiu costumes da sua gente. Marcos Mendonça Secretario de Estado da Cultura
 

O Livro

É considerado o principal documento histórico já produzido sobre a “Estrada de Ferro Sorocabana”, cuja trajetória apaixonante se mistura na história das regiões sul e sudeste do Brasil. Nascida no rastro dos tropeiros e crescida na pujança cafeeira, personagem de um período marcante do país pontuado sobretudo pelas revoluções de 1930 e 1932.

Farta documentação fotográfica, além da utilização de diversos acervos históricos, públicos e particulares. Com textos de Antonio Soukef e fotos de Vito D’Alessio, documentarista e pesquisador premiado.

 

Características Técnicas Edição Bilingue: Português / Inglês,  Tamanho: 26 x 27 cm, Impressão: Off set, 4x4 cores, Papel Couchet 180 g., Capa dura.

É considerado o principal documento histórico já produzido sobre a “Estrada de Ferro Sorocabana”, cuja trajetória apaixonante se mistura na história das regiões sul e sudeste do Brasil. Nascida no rastro dos tropeiros e crescida na pujança cafeeira, personagem de um período marcante do país pontuado sobretudo pelas revoluções de 1930 e 1932.

Farta documentação fotográfica, além da utilização de diversos acervos históricos, públicos e particulares. Com textos de Antonio Soukef e fotos de Vito D’Alessio, documentarista e pesquisador premiado.

 

Características Técnicas Edição Bilingue: Português / Inglês,  Tamanho: 26 x 27 cm, Impressão: Off set, 4x4 cores, Papel Couchet 180 g., Capa dura.

A Exposição

Estação Julio Prestes - SP

Ficha Técnica

Direçcão Geral

General Supervision

VITO D ALESSIO

Textos e Coordenação de Pesquisa

Text and research co-ordination

ANTONIO SOUKEF JUNIOR

 

Fotos

Photos

EDUARDO ALBARELLO

VITO D'ALESSIO

Edição e Arte

Editing and Art Work

LEOPOLDO J. DA S. JUNIOR

Produção

Production

RENATO DUTRA

Direção Laboratorial

Laboratory Staff

ARMANDO SATO

Apresentação

Presentation

MARCOS MENDONÇA

Introdução

Introduction

Christiano STOCKLER DAS NEVES NETO
 

Auditoria

Audit

DÉBORA BENHASSE

Assessoria de Imprensa

Press Advice

LILIAN SCRIVANTI

MAGALI MARIUCCI

Financeiro

Financial Controller

MARA M. D'ALESSIO

Tratamento de Imagem

Treatment of images

STUDIO QUATRO

Revisão

RcVIsion

ANIELA GONCALVES DE MORAIS

Impressão

Printing

PANCROM

Tradução

CHRISTOPHER AINSBURY MEIOs

RENATA MANREZA BARROSO

Logística

Support
 

Montagem

Stage Setting

DZN

 

Supervisão Técnica

Supervision

MARIA INÊS DIAS MAZZOCO

Captação de Recursos

Funding Management

CEPAR

Direção da Sala São Pauldo

São Paulo Concert Hall Direction

RITA OKAMURA

Assessor Gráfico

Staff Printing

OSMAR BELMONTE

Assessoria

Technical Assistance

JOSÉ ARMANDO FERRARA

LUIZ SCARABEL JUNIOR